E-commerce

varejo online admitem que sofrem com sobrecarga com o aumento da demanda após a pandemia COVID19

Sobrecarga após crescimento de vendas online pode atrasar entregas – COVID19

A pandemia do Covid-19, o novo coronavírus, mexeu com o comportamento do consumidor brasileiros nas últimas semanas. Conforme apontas pesquisas, o crescimento das vendas online chegam, em supermercados, em até 180%. Se por um lado os lojistas de e-commerce conseguem aumentar o lucro, por outro sofrem com a sobrecarga, o que pode levar a um atraso nas entregas.

As duas principais redes de supermercados via varejo online admitem que sofrem com sobrecarga com o aumento da demanda após a pandemia, mas garantem que seguem com as entregas normalmente.

Em nota enviada ao Estadão, o Carrefour informou que neste “cenário de exceção é natural que o tempo de entrega acabe se estendendo um pouco”. A rede confirma o aumento de vendas pelo e-commerce, mas não precisa a quantidade.

Já o Grupo Pão de Açúcar (GPA) informa que as entregas estão sendo feitas conforme a data e horário prevista no momento da compra. Este prazo é determinado por uma série de fatores, entre eles tempo para embalagem e logística de entrega.

Os dois grupos também informaram que estão contratando mais pessoas para suprir a sobrecarga de pedidos.

De acordo com levantamento da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), desde o dia 12 de março alguns supermercados online chegaram a registrar um aumento de mais de 180% em transações nas categorias Alimentos e Bebidas e Beleza e Saúde.

Fonte: ecommercebrasil

Curtir:

FacebookmailFacebookmail

Compartilhar:

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmailFacebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail