Black Friday – Vídeos no e-commerce

Dicas para Black Friday 

Black Friday, os gestores de e-commerce têm aprendido a usar diversas ferramentas para crescer ao longo do tempo. Plataformas de vídeo podem ser uma alternativa ideal para quem busca diversificação de conteúdo e aproximação com a sua base de fãs.

Para se ter uma ideia do crescimento do consumo de vídeo, o Youtube divulgou, no dia 19 de setembro, os resultados de sua pesquisa anual sobre tendências de consumo da plataforma. Neste estudo foi identificado um aumento de, aproximadamente, 24% no consumo de vídeos em relação a 2017. O usuário, hoje, consome, em média, 19 horas de conteúdo por semana e esse montante pode ser aplicado em benefício da sua loja.

Black Friday - Vídeos no e-commerce
Black Friday – Vídeos no e-commerce

Youtube Wins

Superando muito os concorrentes, segundo o estudo, 44% dos entrevistados usam o YouTube como canal preferido para assistir a vídeos online. Em seguida, vem o Netflix, que tomou o lugar do WhatsApp no comparativo de 2017.

E qual o melhor modo de engajar o usuário que consome conteúdo? Como falar com o seu público da maneira correta? O primeiro passo é entender o seu público!

Se você atende a geração Z, clique aqui e veja um e-book feito sob medida para esse tipo de cliente.

Publicidade assertiva

Provando que a tendência do Youtube está cada vez mais alinhada com as necessidades das marcas e lojas virtuais, a pesquisa confirmou o aumento de conversão cinco vezes maior que 2017.

De acordo com Cauã Taborda, gerente de comunicação do YouTube América Latina.  “Existe um amadurecimento das marcas e empresas no entendimento dos conteúdos, que de fato movimentam as empresas”. Entretanto,a partir disso a própria plataforma também cresceu e amadureceu como um todo, assim como seus anunciantes.

E como o público passou a ser mais seletivo, oito em cada dez brasileiros utilizam o YouTube para se informar antes de tomar uma decisão de compra.

“As marcas perceberam que o consumidor está muito mais informado, que ele usa todas as ferramentas disponíveis para se informar durante a sua jornada de decisão”, afirmou Maria Helena Marinho, gerente de Insights da empresa. “O brasileiro entendeu que o on demand veio para ficar”, concluiu.

Maior plataforma de vídeo

Desta forma, o Youtube é a maior plataforma de vídeos, gerando diariamente mais de 1 bilhão de horas de conteúdo e tráfego exponencial, sendo primordial para que as empresas divulguem suas marcas, serviços e produtos, através de vídeos, caso queiram acompanhar as tendências do mercado. Logo abaixo temos algumas informações fornecidas pelo próprio YouTube:

  • O Youtube tem mais de 1 bilhão de usuários, ou seja, quase um terço da Internet
  • Somando as bilhões de visualizações diárias, os usuários do YouTube juntos somam mais de 1 bilhão de horas assistidas na plataforma.
  • Só em dispositivos móveis, o YouTube atinge mais pessoas entre 18 a 34 anos nesse público dos EUA do que qualquer canal de TV.

O e-commerce só cresce, já viu os números de crescimento das vendas online? Veja nosso e-book sobre isso e tire suas próprias conclusões

Black Friday - Vídeos no e-commerce
Black Friday – Vídeos no e-commerce

Sua empresa já está trabalhando com o Youtube? A melhor maneira de se alcançar o público é estando onde ele habita, se você não possui um canal no Youtube, não deixe para depois e trace uma estratégia para extrair o melhor desta oportunidade. As interações feitas através dessa rede social podem trazer bons frutos, quando você sabe o que quer e como chegar no seu público, listamos 5 dicas para você dar esse primeiro passo.

Vídeos no e-commerce
Vídeos no e-commerce

Com alguns cuidados você poderá obter os melhores resultados nas pesquisas da rede, confira algumas dicas abaixo:

1º. Nome do arquivo submetido

Renomeie o arquivo para algo de que se trate o vídeo. Exemplo: ao invés de video_01.mp4, utilize:

  • video-agencias-digitais-especializadas-em-ecommerce.mp4

Dessa forma, o YouTube vai entender o tema principal do seu vídeo para localizá-lo.

2º. Título

O título deve ter entre 20 e 60 caracteres e conter a palavra-chave em foco no título. Utilize palavras-chave que façam sentido para o seu público-alvo. Exemplo: “como escolher uma agência digital especializada em e-commerce”.

3º. Descrição

O tamanho mínimo recomendado para uma descrição são de 300 caracteres. Crie um texto semântico com palavras-chave e adicione links para suas redes sociais. Assim, os clientes têm a oportunidade de conhecer mais sobre a sua loja, e você pode conquistar mais seguidores.

4º. Adicione telas finais

Engaje mais seus seguidores adicionando telas finais atraentes aos seus vídeos. Elas são exibidas em dispositivos móveis e em desktops. Use telas finais nos seus vídeos para:

  • direcionar os espectadores para outros vídeos, playlists ou canais no YouTube;
  • incentivar inscrições no seu canal;
  • promover seu website, produtos ou campanhas.

As telas finais são exibidas durante os últimos 5 a 20 segundos dos vídeos. Sendo assim, os vídeos precisam ter ao menos 25 segundos de duração para exibir uma tela final.

5º. Adicione o vídeo a playlist

Playlist é uma forma do usuário passar um tempo maior no seu canal, aumentando o tempo de visualizações dos seus vídeos.

No geral, você precisa aplicar e mensurar toda alteração, possibilitando assim entender quais foram as mais efetivas, e quais precisam ser afinadas para maximizar a conversão. Estamos nos aproximando de datas super importantes para o e-commerce: Black Friday e Natal, então é fundamental se atentar aos detalhes e documentar a ações realizadas.

Black Friday chegando

Lembre-se, a Black Friday está chegando e segundo dados oficiais da Black Friday, no ano passado o evento movimentou mais de R$ 2 bilhões em vendas no País, além de gerar um aumento de consumo de mais de 10% entre os anos de 2016 e 2017.

Em datas como estas, que podem até duplicar a quantidade de encomendas enviadas em um único dia, os e-commerces devem ficar atentos, sobretudo, à logística. A alta da taxa de frete, por exemplo, é o principal motivo de abandono de carrinhos. Já o atraso na entrega e a falta de informações sobre a localização das compras são fatores que aumentam, e muito, as reclamações e a infidelidade dos consumidores.

A Black Friday é uma época de grande visibilidade e giro de vendas. Na sexta-feira de liquidação, as lojas vendem em média 10% a mais do que nos dias comuns.

Por isso é importante estar preparado para atender a enorme demanda de novos negócios!

Já se preparou para o Black Friday e para sequência de datas festivas?

A Seri.e Design é uma agência especialista em grandes projetos, perfeita para você e todos que buscam crescer no e-commerce, conhece nossos serviços?

Entre em contato e tenha a oportunidade de se tornar uma referência no mercado.

O que fazem as empresas de desenvolvimento de lojas virtuais?

O que fazem as empresas de desenvolvimento de lojas virtuais?

Desenvolvimento de lojas virtuais
Desenvolvimento de lojas virtuais

Entenda toda a jornada de desenvolvimento da sua loja virtual, e itens adicionais que podem fazer toda diferença para o seu negócio!

Desenvolvimento de lojas virtuais. De acordo com alguns especialistas, vendas por meio de lojas virtuais ultrapassarão U$2 trilhões nos próximos anos. Entretanto, esta é uma das indústrias que mais crescem e mais se valorizam com o passar do tempo.

Um mercado tão atrativo faz com que cada vez mais negócios queiram operar no mundo digital. Mas, para que isso ocorra de forma efetiva, é preciso se preocupar com a forma como o desenvolvimento de lojas virtuais é feito.

Quer entender a importância e as atribuições de uma empresa responsável pela criação de um e-commerce? Confira os tópicos a seguir.

O que faz uma empresa de desenvolvimento de lojas virtuais?

Continue lendo “O que fazem as empresas de desenvolvimento de lojas virtuais?”

Planejamento de vendas para as datas de fim de ano

Planejamento de vendas para as datas de fim de ano

O planejamento de vendas certo fará toda a diferença para o seu e-commerce

Planejamento de vendas. Quem passou a infância inteira lendo revistinhas do Maurício de Sousa sabe que planos infalíveis, infelizmente, falham. Era até divertido nas histórias, mas no seu e-commerce, isso seria um desastre, não é verdade? Acontece que o personagem Cebolinha e seu amigo Cascão pulavam etapas cruciais para o sucesso de suas ações, o que no planejamento de vendas do seu negócio, não pode acontecer.

Planejamento Vendas
Planejamento Vendas

As etapas de preparação são especialmente importantes no fim do ano porque são datas que aquecem o mercado e geram grandes oportunidades para aumentar o capital de giro, os lucros, a conquista de novos clientes e a fidelização daqueles já existentes. Ou seja, é um dos momentos mais importantes para ganhar dinheiro!

Fizemos um conteúdo com todos os aspectos que devem ser analisados no seu planejamento de vendas de fim de ano. Confira!

Conceito e estruturação do planejamento de vendas

Planejar as vendas consiste em definir objetivos para determinado período e estratégias para alcançá-los. Parece simples, mas antes de colocar as metas lá nas alturas, é importante primeiramente dar um passo para trás e avaliar a situação atual do negócio.

Talvez seja por esse motivo que os planos infalíveis do Cebolinha não davam certo, ele não avaliava seu cenário atual. Então, para estruturar seu planejamento de forma eficiente, considere uma estruturação similar a esta!

Analise como está sua força de vendas

As compras do fim de ano podem exigir muito mais da estrutura comercial do que no restante do ano. É uma demanda fora da curva habitual que, para ser aproveitada, necessita organização e uma boa dose de logística.

Comece avaliando os níveis de estoque dos produtos, os processos internos e logísticos disponíveis, base de clientes, volume de comercialização atual, como está o capital de giro e suas finanças de forma geral. Esse levantamento dará um panorama do ponto de partida para a maratona de vendas.

Defina suas metas

Com uma análise completa desses elementos, é possível criar metas realizáveis e satisfatórias para o negócio. Para isso, considere ser bem específico sobre elas, e não somente determinar que o ideal é dobrar o faturamento.

E-commerces que já vivenciaram essa época podem avaliar o crescimento desse período em comparação aos anteriores. Mas além disso, é possível definir metas para cada produto comercializado. Desta forma, colocando aqueles com maior percentual de lucro em promoções especiais de Natal.

Crie suas estratégias

Com as metas de vendas para cada item, é preciso desenvolver estratégias para buscar os resultados estimados. Como já citado, é possível criar pacotes de produtos especiais para o Natal.

Na Black Friday, que usualmente acontece no final de novembro mas muitas empresas estendem seus descontos durante todo o mês é possível colocar os produtos com maior volume em estoque ou que já tenham modelos mais avançados disponíveis em liquidação.

Tenha em mente que, além do seu e-commerce, todos os outros vão criar ações para atrair e converter mais clientes e fazer apenas o básico pode ser insuficiente.

Avalie a possibilidade de elaborar embalagens especiais para os eventos, crie expectativas nos dias anteriores ou permita que seus clientes preferenciais façam reservas de produtos. Gerando a antecipação de compra, o e-commerce sai na frente de seus concorrentes e consegue atingir suas metas mais rapidamente.

Continue lendo “Planejamento de vendas para as datas de fim de ano”

O dia das crianças é a data mais quente do e-commerce, saiba o por que

Estudos mostram a importância das datas comemorativas para o e-commerce

Aquele que vive do e-commerce precisa estar preparado para as datas mais quentes do ano. Esses dias “chave” serão a diferença entre um faturamento alto ou mediano para sua loja online. Segundo especialistas, o dia doze de outubro tende a ser um dos momentos mais quentes para quem vende online.

Dia das crianças e-commerce
Dia das crianças e-commerce

Os números apresentados pelo E-bit são claros neste sentido, a data deve movimentar mais de 2 bilhões de reais, some a este valor as expectativas para o Black Friday e o Natal que juntos vão ultrapassar 9 bilhões de reais! Um faturamento de 11 bilhões não pode ser ignorado, levando em consideração que estamos avaliando apenas o último trimestre do ano.

Uma pesquisa realizada pelo SPC e CNDL aponta que 75% dos brasileiros pretendem realizar compras durante este período, o que justifica esse aumento no volume de vendas, pedidos e ticket médio.

Para o dia das Crianças a expectativa é:

  • 4% aumento de vendas em relação à 2017
  • 8 milhões de pedidos
  • R$ 277 de ticket médio

Já se preparou para as melhores datas do e-commerce?

Recentemente a Seri.e Design desenvolveu o site da Potinho de mel, uma loja virtual voltada exclusivamente para o público infantil.

Estar preparado é a base de um projeto e a Seri.e Design visa sempre auxiliar seus clientes para que nenhuma oportunidade seja perdida. Você está preparado para se tornar um case de sucesso?

Entre em contato e descubra o que podemos fazer por você.

Black Friday é semana que vem, mas lojas já anunciam ofertas!


A Black Friday só acontece oficialmente na semana que vem, mas o consumidor já encontra empresas divulgando promoções antecipadas. Com tantas ofertas, a dúvida é: vale a pena comprar antes do dia 24 de novembro?

Segundo o supervisor do Procon-SP Bruno Stroebel, o ideal é esperar a data oficial. “A orientação é aguardar. Quando começar a Black Friday, o consumidor vai ter mais opções e mais lojas para comparar os preços.

A economista do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) Ione Amorim concorda. “As campanhas antecipadas querem atrair, mas também confundem o consumidor. É preciso ter atenção para não se deixar levar pelo impulso. Na semana que vem, pode aparecer o produto em outro lugar, mais em conta. Quem já pesquisou e está monitorando o preço dos produtos de interesse está em uma situação mais favorável.

Dica: pesquise preços e evite a ‘Black Fraude’

Quem ainda não começou a pesquisar os preços deve aproveitar esses dias que antecedem o evento para isso, diz o supervisor do Procon-SP.
Aproveite esses dias para fazer pesquisas e ter uma ideia de quanto está o produto. O cuidado é para não cair na famosa ‘Black Fraude’, em que algumas lojas sobem o preço antes da data e depois reduzem para parecer que teve desconto. É maquiagem de preço e infração ao Código de Defesa do Consumidor.

O PROCON já começou a monitorar os preços nas lojas para coibir esse tipo de fraude, mas a orientação é que, ao pesquisar os valores, o consumidor faça registros. “Faça a pesquisa e tire foto da tela com o nome da loja e a data. Se for loja física, guarde o folheto da promoção.

Ele afirma que, se o consumidor encontrar empresas que subiram os preços para anunciar o produto como oferta na Black Friday, com esses registros será mais fácil denunciar a fraude.

Cadastro para receber ofertas em 1ª mão

Algumas lojas virtuais estão sugerindo que o consumidor faça um cadastro agora para receber as ofertas em primeira mão. Para Ione Amorim, o consumidor pode até fazer o cadastro antecipadamente, mas deve usar isso como ferramenta para acompanhar preços.

É uma fonte de pesquisa. Pode se cadastrar desde que tenha controle do que vai comprar, faça um planejamento, pesquise os preços e analise a política de privacidade, para não ficar recebendo depois inúmeras promoções e campanhas que não interessam.

Ela diz que o consumidor precisa estipular um valor que poderá gastar para não comprometer o orçamento. “A Black Friday coincide com o preparo para as compras de Natal e a liberação da primeira parcela do 13º salário. Mas é preciso se lembrar das obrigações financeiras do começo do ano. Faça a sua listinha e estabeleça quanto poderá gastar, para tomar decisões sem colocar a situação financeira em desequilíbrio.

Fonte:economia.uol.com.br