Nesta sexta, aumente suas vendas em até 50%

Participe do Dia do Frete Grátis

Na próxima sexta-feira (28) é comemorado o Dia do Frete Grátis. O evento é comemorado duas semanas antes do Dia das Mães, um dos eventos mais importantes para o comércio brasileiro.

No ano passado, o evento trouxe um aumento de 28% para as vendas online comparado a semana anterior da promoção. Segundo especialista de logística da Tray, Alexandre Davoli, com bom planejamento de comunicação, regras bem claras para o ganho do frete e campanhas bem elaboradas, o aumento de vendas pode chegar a 50% na data.

O frete é decisivo na hora da compra para a maioria dos consumidores virtuais. Segundo o relatório da E-bit, cerca de 67% de quem compra online aponta o valor do frete como um motivo negativo na hora de fechar uma compra online.

O dia é comemorado há 9 anos nos Estados Unidos com o nome de Free Shipping Day.

Já pensou em ter sua própria loja virtual? Conheça nossas soluções

E-commerce é protagonista da nova série da NetFlix

Conheça a história da loja Nasty Gal

Nesta sexta-feira (21) estreou GirlBoss, a nova série da Netflix que  conta a história de Sophia Amoruso, criadora da Nasty Gal, loja de  e-commerce mundialmente conhecida pelas fashionistas.

Antes de construir seu império da moda, Amoruso comia pão do lixo, roubava objetos e trabalhava em empregos com baixos salários. Cansada da sua situação decidiu abrir a loja para pagar o aluguel.

A empreendedora começou em 2006 vendendo roupas customizadas no Ebay. Ebay é uma plataforma de negociações com modelo de negócio marketplace fundada nos EUA. Alguns sites encontrados no Brasil semelhantes são: Mercado Livre, OLX, Bom Negócio.

Com o crescimento da sua loja no Ebay, a empreendedora decidiu abrir sua própria loja online e alavancou suas vendas online.

Atualmente a Nasty Gal fatura mais de U$100 milhões e atende consumidores em 150 países. São mais de 350 funcionários divididos entre a loja virtual e 2 lojas físicas situadas em pontos disputados de Los Angeles. As lojas são visitadas por celebridades como Lena Dunham e Kendall Jenner.

Além da série, Sophia Amoruso escreveu a autobiografia #Girlboss em 2014 e também montou a Girlboss Foundation, que ajuda e divulga iniciativas de mulheres inovadoras pelo mundo.
Conheça a Nasty Gal

Quer começar um comércio online? Conheça nossas soluções

 

Confira os 10 melhores produtos para vender online

Quer criar um e-commerce e não sabe qual setor investir?

As lojas virtuais estão crescendo no Brasil. O e-commerce é um setor que cresce em meio a crise econômica do país. Mas qual são os produtos mais procurados no ambiente virtual?

A EBIT realizou uma pesquisa e apontou quais são os 10 produtos que mais vende online.

Veja quais são:

1- Eletrodomésticos

2- Smartphones

3- Eletrônicos

4- Suprimentos de Informática

5- Casa e Decoração

6- Roupas e Acessórios

7- Cosméticos

8- Livros

9- Acessórios Automotivos

10- Artigos Esportivos

Pronto para começar sua loja virtual de sucesso? Conheça nosso serviços

 

7 tendências para seu e-commerce sair na frente

Descubra como deixar seu e-commerce mais lucrativo

A crise não diminuiu o crescimento do comércio online. O e-commerce cresceu 11% em relação ao ano anterior, movimentando R$ 53,4 milhões. Acompanhar as tendências de mercado e criar melhorias é um passo importante para manter-se a frente de concorrentes cada vez mais presentes.

Confira abaixo:

1- O cliente em primeiro lugar

Além da comodidade e conveniência, as lojas virtuais precisam se preocupar com a experiência do usuário, cada vez mais exigente. Uma loja precisa transmitir segurança, boa experiência de compra, ofertas relevantes e atendimento personalizado.

2- Mensure e analise sempre

Uma das vantagens do e-commerce é a possibilidade de testar e ver o que dá certo e o que não funciona. A mensuração fornece uma visão aprofundada e maior alcance sobre o comportamento do cliente dentro da loja, possibilitando conversões maiores.

3- Atendimento ao cliente mais próximo e interações em tempo real

Um atendimento personalizado e humanizado atrai mais clientes a realizarem uma compra na sua loja. Um exemplo são ferramentas de chat online, redes sociais, SMS e newsletter. Outro fator é interações que podem ser feitas diretamente como: citar nominalmente o cliente no blog, interações em redes sociais, otimizar interação da loja, etc.

4- Crescimento do mobile

Uma loja responsiva (que se adapta no celular) é cada vez mais importante com o aumento do uso de celular para compras online. Quem investir no e-commerce mobile e focar no atendimento diferenciado conseguirá crescer neste mercado.

5- Venda via redes sociais

É possível vender mais através das redes sociais. É preciso engajamento, criatividade e presença da empresa. Para isso, é preciso mensurar, testar e analisar o que está funcionando nas suas redes sociais e o que pode melhorar.

6- Cuidado com as entregas no mesmo dia

Muitos clientes gostam de receber o item rapidamente, mas é preciso verificar se esta é a melhor opção para seu público-alvo e se sua atual estrutura consegue oferecer a opção.

7- Small Data é tendência estratégica

A Small Data ganha traz espaço para insights e ideias exclusivas. A estratégia constitui em avaliar o consumidor de perto durante toda a sua rotina. O método proporciona a visão para novas inovações que o cliente poderia utilizar para facilitar no seu dia a dia.

Quer ter uma loja profissional? Conheça nossos planos!

#Tutorial: 4 dicas de ouro para a capa da sua loja

Saiba como a imagem pode te ajudar a vender mais

Banner principal é a imagem em destaque do seu site. Seria o outdoor da sua loja, e por isso é muito importante na hora de vender.

O banner principal é a capa da sua loja. É importante que mostre o que sua loja quer passar ao consumidor: segurança, profissionalismo e bom gosto.
Confira nossas 5 dicas para criar o banner perfeito:

1- Escolha imagens de boa qualidade

Continue lendo “#Tutorial: 4 dicas de ouro para a capa da sua loja”

Jacques Janine é a nova loja criada pela Seri.e

Conheça a história da primeira rede de salões de beleza da América Latina

A nova loja criada pela Seri.e Design é a do salão Jacques Janine. O salão criado por Jacques e Janine Goossens está no mercado de beleza há 59 anos, e é conhecido pelo pioneirismo na área de estética e maquiagem social. São mais de 60 unidades espalhadas por todo o Brasil e uma instalada na Flórida, Estados Unidos.

Continue lendo “Jacques Janine é a nova loja criada pela Seri.e”

E-commerce atinge a meta em 2016

E a espera para 2017 é um crescimento ainda maior

O e-commerce conseguiu um crescimento de 8% em 2016 e atingiu a meta em meio a crise. Ainda é pequeno, mas a tendência é o crescimento de vendas para os próximos anos.

Os segmentos mais em alta no ecommerce são: acessórios automotivos (pneus e equipamentos de som) e decoração de casa.

O e-commerce enfrentou bem a crise em 2016. O crescimento foi o esperado. Para o ano que vem, a tendência é de recuperação e aumento do faturamento.

Continue lendo “E-commerce atinge a meta em 2016”

8 Dicas que você precisa ler antes de abrir sua loja virtual

Selecionamos os melhores conselhos para quem está pensando em abrir uma loja virtual

1- Tenha um nome criativo e que mostre com clareza o que sua empresa irá oferecer.

Conheça o novo sistema de gestão gratuito do Mercado Livre

O novo serviço foi resultado da compra da KPL Soluções pelo Mercado Livre, por R$ 50 milhões

O Mercado BackOffice Express é um sistema de gestão que permitirá pequenos empreendedores (cerca de 300 vendas por mês) a se organizarem de uma forma mais profissional. O serviço estará disponível aos vendedores que encaixam no perfil e atuam no marketplace do Mercado Livre.
A ferramenta facilitará várias etapas da venda: recebimento de pedidos, emissão da nota fiscal, cálculo de impostos, controle de fluxo de caixa, controle de estoque, conferência de pedidos e emissão de etiqueta de postagem.
Com este serviço, o vendedor economizará tempo. Um estudo feito pelo Mercado Livre aponta que os micro empreendedores demoram cerca de 10 dias por mês para realizar a gestão da loja. O sistema reduzirá o tempo para um dia no mês, sem contar com a diminuição de erro humano durante a operação.
A previsão é que na segunda fase, o serviço será disponibilizado a lojas online próprias e outros marketplaces.

Para mais informações acesse o site: http://kpl.com.br

Loja Virtual x Marketplace

Confira os prós e contras destas duas ferramentes de comércio online

O comércio virtual veio para ficar: os números de vendas online crescem apesar da uma crise que vivenciamos hoje. Muita gente quer aproveitar a oportunidade para virar empreendedor ou complementar a renda, mas não sabe onde começar.
Separamos as vantagens de desvantagens de uma loja virtual e dos shopping virtuais: os famosos marketplace.
Loja virtual
Vantagens
1- Construa seu espaço

Uma loja virtual com um bom planejamento estratégico consegue fidelizar seus clientes. A loja virtual é uma ótima oportunidade para você criar um espaço seu e construir seu nome.

2- Liberdade

Customize, interaja com o seu cliente da forma que achar melhor.

3- Não divida lucros

Vender em uma loja própria significa ficar livre de comissões.

4- A concorrência é menor

No Marketplace, é preciso disputar espaço com outras lojas. Já na sua própria loja virtual, você não tem um concorrente tão direto.
Desvantagens
1- Investimento inicial maior

Para ter uma plataforma própria, é necessário um investimento maior, pois o usuário se preocupa com a usabilidade do site e a segurança que ele apresenta.

2- Tempo de comprometimento

O tempo gasto também é maior. É preciso investir em estratégias e pensar no visual para garantir que sua loja faça sucesso.

3- Gastos com visibilidade

A sua loja precisará de uma ajuda inicial para ser conhecida. É preciso pensar em possíveis investimentos no Facebook, Google, Instagram.
4- Paciência

Começar um novo negócio sempre requer paciência.

Marketplace
Vantagens
1- Facilidade

Ter um espaço em um shopping é mais fácil. Não é necessário uma plataforma para poder vender.
2- Mais barato

O gasto são menores, pois não é preciso uma plataforma.
3- Acesso a uma grande quantidade de clientes

Uma grande quantidade de pessoas buscam produtos em lojas maiores. Você terá acesso a esses clientes.
Desvantagens
1- Pagar comissão

Sua margem de lucro será menor, pois é preciso pagar comissão a essas empresas.

2- Concorrência

Além do gasto com a comissão, a concorrência é maior. É preciso bons preços em relação aos concorrentes que estarão vendendo os mesmos produtos que você.

3- Visibilidade baixa

Quem compra em loja colaborativa, não se preocupa com o nome da loja que está vendendo. Logo, sua empresa não será reconhecida.

Qual é a melhor opção?
Conseguir aliar o marketplace com a loja própria pode contribuir para o faturamento da sua empresa. Aproveite todas as oportunidades de crescimento para alavancar sua marca.